Monthly Archives: September 2011

Circo no Beco – SP

Circo no Beco - Logo

“O Circo no Beco é um evento organizado por um grupo de pessoas interessadas na arte circense das mais diversas formas. Dispostas a trabalhar para promover a premissa fundamental da iniciativa que gerou a existência do grupo: a vontade de poder realizar espetáculos abertos a todos, promover e difundir a arte circense e seu diálogo histórico e inseparável com as outras linguagens artísticas. Fomentando a livre manifestação e a utilização dos espaços públicos, valorizando assim a Arte de Rua e a Arte na Rua.

313521_120027854769555_100002870242094_99143_2084952463_n

Esse trabalho de valorização consiste em apresentar espetáculos, com qualidade artística, utilizando técnicas circenses tais como:

  • malabares;
  • acrobacia;
  • monociclo;
  • trapézio;
  • tecido;
  • perna de pau;

entre tantas outras e também explorando outras linguagens como teatro, dança, poesia, artes plásticas, música… E sempre, como reza a tradição, passa-se o chapéu…”

321152_120027954769545_100002870242094_99149_1953550872_n

A maioria dos espetáculos são realizados na Praça Aprendiz das Letras e no Beco do Projeto Cidade Escola Aprendiz, na Vila Madalena. Rua Belmiro Braga, s/n, esquina com a Rua Inácio Pereira da Rocha. O local é de fácil acesso e a praça permite a entrada e circulação de deficientes e acontece todas as segundas-feiras, a partir das 18h e vai até as 22h (para não incomodar a vizinhança que é sempre presente nos espetáculos).

Confira algumas fotos das ações NoBECO Vila Madá.

Créditos para o fotógrafo  Lucas Augusto, responsável pelas fotos constantes nesta postagem.

Advertisements

Vídeo – Performance Fusion Festival Curitiba/PR

Complementando a postagem anterior, com o release de como foi minha apresentação na FUSION Festival, em Curitiba/PR, no ultimo final de semana (17/09/11), decidi por adicionar aqui, um vídeo da apresentação, com o objetivo de mostrar a quem não foi ha festa, o que perdeu, e a quem foi e presenciou o que rolou por lá, de relembrar o momento, que agora pode ser visto e revisto várias vezes (hehe).

FUSION – Curitiba/PR 19/09/11

                 316257_2098271775508_1206793476_31902742_1949708838_n

No dia 17/09/11, foi realizada, em minha terrinha (Curitiba/PR), a Fusion Festival, festa que veio para unir “A arte, a busca por conhecimento e a tão almejada PAZ”.

Paz esta, que a muito tempo não via em festas em Curitiba. 

Paz e respeito, a começar pela organização do evento e que certamente foi transmitida para o publico através do alto nível sonoro da line-up, qualidade da decoração e atrativos de performances, com lindas apresentações de danças místicas, pirofagias e malabarismos de luz e fogo e os ótimos  preços em todos os itens consumíveis pelo publico (acredito que desde 2006 que eu não pagava R$ 3,00 por uma água dentro de uma festa… hehe).310607_2098257135142_1206793476_31902712_565871717_n

Line-Up:

22:00 • Victor (Psyfamily)

23:00 • davedovicz Vs Nejnek (Nova.Mente)

00:00 • Kronic Live (24/7 Recs)

01:00 • Gabriel Mello vs Fernanda D’avila (Psylocybin)

02:00 • Whiptongue Live (Looney Moon Recs)

03:00 • Anginha (Psyfamily)

04:00 • Sychotria Live (Bhooteshwara Recs)

05:00 • 2012 Live (Antu Recs)

06:00 • THE Zen Corporation (Nova.Mente)

07:00 • ITAL Live (Antu Recs)

08:00 • titicoW VS FOCA (Psyakuza/ Nova.Mente)

09:00 • Xpiral Live (Vagalume Recs)

10:00 • Zaghini (Antu Recs)

11:00 • DOUGUE (Wasabi)

12:00 • JUMPERS LIVE (Vagalume Recs)

13:00 • Kadum LIVE (Psylocybin)

14:00 • AHO Live (Antu Recs)

15:00 • Element (Organika)

Confesso ter ficado um pouco desapontado por conta de que um dos grandes nomes da festa, e sem sombra de dúvidas, a grande revelação deste ano para a sena eletrônica brasileira, não ter se apresentado (ELEMENT).

Ocorreram alguns atrasos nas apresentações anteriores, e não restaria muito tempo para que este grande nome do progressivo brasileiro, pudesse mostrar ao publico porque tem sido neste ano de 2011 um dos top downloads do SoundCloud, tendo mais de 20 mil downloads até o presente momento.

308045_2098262495276_1206793476_31902722_2105018401_n

Fui a FUSION com a intenção de fazer novos amigos e rever os velhos, e também para apresentar minha performance com malabares de luz e fogo, performance esta que contou com a ajuda da “grande”, mas pequena, Mariana Closs, que com seus toques de bailarina que é, fez a pintura em meu corpo para que assim eu pudesse prender ainda mais a atenção do publico.

Graças ajuda desta querida amiga, pude sentir na pele, a sensação de trabalho realizado, por conta dos vários aplausos  e gritos enlouquecidos, que recebi do publico, após as tochas do Swing Fire, terem se apagado.

315827_2098254575078_1206793476_31902708_1130915560_n

Grato a todos os presentes e a organização da festa pelo reconhecimento do trabalho,  e também pela linda festa, que juntos fomos capazes de fazer, porque a meu ver, não é só a organização de um evento que torna uma festa linda, e sim todo seu conjunto…

Parabéns a todos que fizeram parte deste memorável evento e que me deram a sensação de que o trance ainda se salva do consumismo sem freio, dos alheios a cultura eletrônica raiz no Paraná.

Fotos por Rodrigo Gomes

Vídeo do chileno Daniel Carcur, aka AHO, projetando seu progressivo de alto nível para o publico fiel até o ultimo estalo das caixas de som.

Fazendo seu Swing Poi

Você é daqueles que se encanta, vendo as pessoas fazendo malabarismos com swing poi, mas não quer gastar para começar a aprender esta arte?

Darei dicas simples e fáceis, para que possa desenvolver seu próprio poi sem gastar praticamente nada.

Se depois disso, pegar gosto mesmo, ai começam as investidas em comprar Poi’s de qualidade superiores, para poder aprimorar suas técnicas. Embora não aparente, a qualidade de fabricação dos Poi’s e seus acessórios, fazem sim, toda a diferença para se aprender e elaborar várias manobras com maior facilidade.

Mas caso você esteja com “bala-na-agulha” pra comprar um Poi de qualidade, recomendo a compra com o Moisés Gama, de Curitiba/PR. Com ele você encontra uma grande variedade de produtos e que são de ótima qualidade, aprovados por grandes malabaristas, como Tony Malaba e Gustavo Ollitta

Mas não pense que ao comprar o Poi’s mais caros e de melhor qualidade, isso lhe tornará superior aos que possuem Poi’s de valores inferiores, pois o que faz a diferença mesmo, é sua determinação em treinar e buscar novas técnicas.

Os Poi’s não são objetos dotados de conhecimentos e sabedorias que passam super-poderes para suas mãos, então dedique-se para ser o melhor.

Vamos aos métodos de produção.

Materiais necessários:

Barbante, ou corda (prefira a corda ou até mesmo cadarços de tênis que não utilizes mais
Tesoura
Jornal, ou 2 bola de tênis
2 pedaços de pano
Cola (super- bonder). Se necessário.

image

Antes de mais nada, você precisa saber o tamanho da corda do seu Poi.
Você deve medir do meio da palma da sua mão, até seu peito:

image

Daí em diante, é só seguir o passo a passo (nas figuras não tem cola, mas recomendo utiliza-lá, após dar o nó no barbante, evitando que peso caia facilmente

image

image

Arrume também um pedaço de meia calça velha pra fazer as dedeira ou pegadeiras (nome que preferir) do poi (pra colocar os dedos), e escolha uma das formas abaixo para segurar seu poi:

Eu particularmente, não utilizo as dedeiras, pois elas impossibilitam alguns movimento de arremesso em estágios mais avançados. Mas para quem está começando, deve utiliza-lá e ir se adaptando conforme suas necessidades de movimentos

Já tem seu POI?
Então agora é hora de treinar.

A seguir um vídeo tutorial com manobras simples:

Swing poi

O Swing poi é um instrumento de malabarismo.

Consta de uma corda, com uma bola no fim, terminado em fitas coloridas.

                            image

Foi criado pelo povo Māori da Nova Zelândia (poi significa “bola” no idioma Māori).

Homens e mulheres utilizam para aumentar a flexibilidade, força e coordenação.

Na cultura Maori, a disciplina de Poi é desenvolvido numa tradicional arte de performance praticado principalmente por mulheres. Esta arte incluiu história e cantos, coreografando rotinas.

O Swing Poi vem sendo muito utilizado em festas raves, pra dançar ao ritmo do Psy Trance. Cada movimento tem um nome diferente, sejam eles: Butterfly, Ondas e etc. Cada poi tem jeitos diferentes de se ver, seja de fogo, neon, meia, bola de tênis etc..

                                             image

A seguir, vídeos tutoriais, feito pelo grande amigo Antônio Pavan (aka Tony Malaba), que demonstram desde movimentos mais simples para iniciantes, até movimentos mais elaborados, para o pessoal que é  já um pouco mais ousado na brincadeira de “jogar” poi.

Tony Malaba, é fonte de inspiração para este que vos escreve, e certamente para muitos iniciantes, que encontram-se distribuídos pelo globo terrestre.

Bom aprendizado a todos.